Publicações

  • Methods for Analysis of Thiamin and Folic Acid by HPLC–DAD in Fortified Rice Pure and Mixed to Milled Rice Before and After Different Cooking Techniques

C.M.M. SILVEIRA, C.M. DELLA LUCIA, M.R. PIROZI, T.A. MONTINI, and H.M. PINHEIRO-SANT’ANA

This study aimed to optimize and validate methods for the analysis of thiamin and folic acid in fortified rice, pure and mixed to the milled rice (raw and cooked). The analysis was performed by high-performance liquid chromatography coupled to a diode array detector (HPLC–DAD). Different mobile phases were tested. Different ratios of organic modifier, pH ranges, triethylamine concentrations, and flow rates were used. For the validation, tests of recovery, repeatability, linearity, limit of detection (LOD), and limit of quantification (LOQ) were performed. The optimized methods showed good resolution of vitamins’ peaks, excellent recovery (82.6 to 104%), repeatability with relative standard deviation of peak areas, and retention times less than 10% and high coefficients of determination (0.9998 for thiamin and 0.9997 for folic acid). The LOD and LOQ were 0.00193 μg and 0.0193 μg for thiamin and 0.000934 μg and 0.00934 μg for folic acid. The optimized methods demonstrated reliability and sensitivity in the detection and quantification of these vitamins in fortified rice, pure and mixed to milled rice (raw and cooked). Furthermore, the methods were performed in isocratic mode, with short run time (<13 min), reflecting positively on the economy of reagents and analysis times.

Download

  • Diet Quality and Adequacy of Nutrients in Preschool Children: Should Rice Fortified with Micronutrients Be Included in School Meals?

Ceres M. Della Lucia, Kellen Cristina C. Rodrigues, Vivian Cristina C. Rodrigues , Laura Luiza M. Santos , Leandro M. Cardoso , Hércia S. D. Martino , Sylvia C. C. Franceschini  and Helena Maria Pinheiro-Sant’Ana

Feeding is indicative of the nutritional status of children, however micronutrient deficiency is common in this age group. We evaluated the impact of inclusion of rice (Ultra Rice® (UR®)) fortified with iron, zinc, thiamin and folic acid on laboratory measurements and the nutrient intake of children. Ninety-nine preschoolers (2–6 years; 42.6% male) from two preschools participated, one of which received UR® added to polished rice as part of school meals (test preschool) and the other received only polished rice (control preschool). Biochemical evaluations were performed before and after four months of intervention. Feeding was assessed by direct weighing of food, complemented by 24-h recalls, and the diet was assessed by the Healthy Eating Index (HEI) adapted to the Brazilian reality. The fortified rice improved the levels of zinc (p < 0.001), thiamine (p < 0.001), folic acid (p = 0.003), mean corpuscular hemoglobin (p < 0.001) and mean corpuscular hemoglobin concentration (p < 0.001). The inadequacy percentages of thiamine, folic acid and iron were lower among preschoolers from the test preschool. This study demonstrated the effectiveness of using UR® on laboratory measurements of children. The inadequate intake of thiamine, folic acid and iron was also reduced, making the fortified rice an interesting strategy in school feeding programs.

Download

  • Contribuição da agricultura familiar para a Segurança Alimentar e Nutricional: Desafios Futuros

Carlos Arthur Barbosa da Silva – FAO, Palestra ministrada no I Workshop sobre o Dia Mundial da Alimentação

Download

  • Guia Alimentar para a População Brasileira

Lorena Toledo de Araújo Melo – CGAN / Ministério da Saúde, Palestra ministrada no I Workshop sobre o Dia Mundial da Alimentação

Download

  • Os desafios da indústria de alimentos em reduzir os excessos de aditivos em alimentos processados

Paulo César Stringheta – UFV,  Palestra ministrada no I Workshop sobre o Dia Mundial da Alimentação

Download

  • Efeito da fortificação de alimentos com ferro sobre anemia em crianças: um estudo de revisão

Maria Cecília F. Assunção, Iná Santos

A systematic review was conducted to identify studies assessing the effect of food fortification with iron on childhood anemia. The MEDLINE, LILACS, and PubMed databases and WHO and PAHO sites were searched with no time limitation, including articles published in Portuguese, English, or Spanish, using the following key words and their combination: food fortification, iron, effectiveness, efficacy, anemia, flour, staple foods, interventions, and children. Of 21 studies reviewed, only one failed to report a positive, favorable effect of iron fortification, indicating the possibility of publication bias. The studies showed important methodological limitations. The two studies with the best methodological scores showed opposite results, highlighting the need for larger trials with better planning to explore this hypothesis.

Download

  • Iron bioavailability in Wistar rats fed with fortified rice by Ultra Rice® technology with or without addition of yacon flour (Smallanthus sonchifolius)

Ceres M. Della Lucia, Maria das Graças Vaz Tostes, Carlos Mário M. Silveira, Lívia A. Bordalo, Fabiana C. Rodrigues, Helena Maria Pinheiro-Sant’Ana, Hércia S. D. Martino, Neuza Maria B. Costa

This study aimed to evaluate iron (Fe) bioavailability in Wistar rats fed with rice fortified with micronized ferric pyrophosphate (FP) by Ultra
Rice® (UR) technology with or without addition of yacon flour as a source of 7.5% of fructooligosaccharides (FOS). Diets were supplied with 12 mg iron/kg from the following sources: ferrous sulfate (FS – control diet), fortified rice with micronized ferric pyrophosphate (Ultra Rice®) (UR diet), ferrous sulfate + yacon flour (FS + Y diet) or Ultra Rice® + yacon flour (UR + Y diet). Blood samples were collected at the end of depletion and repletion stages for determination of hemoglobin concentration and calculation of the relative biological value (RBV). Also, the content of short chain fatty acids (SCFA) (acetic, propionic and butyric acids) from animals’ stools and caecum weight were determined. The UR diet showed high iron bioavailability (RBV = 84.7%). However, the addition of yacon flour in the diet containing fortified rice (UR + Y diet) decreased RBV (63.1%) significantly below the other three groups (p<0.05). Groups that received yacon flour showed higher acetic acid values compared
to those who did not. In conclusion, fortified UR® with micronized ferric pyrophosphate showed high iron bioavailability but the addition of yacon flour at 7.5% FOS reduced iron bioavailability despite increased caecum weight and SCFA concentration.

Download

  • A deficiência de vitamina A em crianças no Brasil e no mundo

Regina Célia Rodrigues Miranda Milagres, Lélia Cápua Nunes, Helena Maria Pinheiro-Sant’Ana 

O presente artigo expõe, com base em uma revisão de literatura dos últimos dez anos, aspectos relevantes da Deficiência de Vitamina A (DVA) em crianças no Brasil e no mundo. Apresenta a DVA no contexto da deficiência clínica e subclínica, com ênfase na caracterização desta como problema de saúde pública. A DVA foi diagnosticada em crianças de várias regiões do Brasil, principalmente no Sudeste e Nordeste; entretanto,
não foram encontrados estudos relativos a sinais clínicos. Mundialmente, as maiores prevalências de DVA foram registradas em países da África como Mali, Etiópia e Nigéria, sendo que os sinais clínicos estiveram presentes, principalmente, em regiões da Ásia e África. Os estudos apontam a DVA como problema de saúde pública em crianças, principalmente nas regiões mais pobres do globo.

Download

  • Os desafios da Fortificação de Alimentos

Ceres Mattos Della Lucia, Juliana Farias de Novaes e Helena Maria Pinheiro Santa

As deficiências de micronutrientes podem trazer sérias consequências à saúde e economia mundiais, especialmente em países em desenvolvimento. Embora a erradicação da defi ciência de micronutrientes sempre tenha sido prioridade na agenda das organizações internacionais, esse problema ainda persiste. A estimativa correta da prevalência de deficiência de micronutrientes, a implementação de políticas de decisão, a escolha de micronutrientes fortificantes, o estabelecimento dos níveis de fortificação e a seleção do veículo adequado são algumas das questões fundamentais para a obtenção de sucesso nos programas de fortificação.

Download

  • Os problemas nutricionais e a estratégia de enriquecimento de alimentos no Brasil

Sylvia do Carmo Castro Franceschini e José Benicio Paes Chaves

Desde a década de 1980, e mais marcadamente de 90, o Brasil passa por profundas modificações em seu perfil demográfico, epidemiológico e nutricional. A mortalidade em geral, que tinha nas doenças infecciosas e parasitárias sua principal causa, assemelha-se a de países desenvolvidos, sendo liderada por doenças crônicas não transmissíveis, em especial, pelas doenças cardiovasculares.

Download

  • Tendências/Debates: Vencer a fome oculta no mundo

PeimanMilani e Hércia Stampini Martino

Um dos maiores desafios da saúde pública atual é superar a “fome oculta”, que se caracteriza pela deficiência de micronutrientes, vitaminas e minerais essenciais. Sem alarde, a fome oculta prejudica o desenvolvimento de milhões de pessoas no planeta, leva à morte. Muito se investe na capacitação de recursos humanos, mas ainda pouco se faz para conter esse enorme dreno do capital humano global. Dois bilhões de pessoas sofrem da desnutrição de micronutrientes, comprometendo seu desenvolvimento físico, cognitivo e imunológico e acarretando uma perda de 2% do PIB dos países em desenvolvimento.

Download

  • Enriquecimento de Alimentos

José Carlos Gomes

Para a população em geral, a ingestão convencional de alimentos não possibilita atingir as necessidades humanas diárias dos diversos nutrientes por razões diversas, por exemplo, falta de conhecimento, hábitos alimentares inadequados e, ainda, em muitas regiões o baixo poder aquisitivo de parcela expressiva da população. Pode-se considerar que as tendências atuais são: a) melhoria do balanço nutricional dos alimentos, tornando-os mais saudáveis, com consequente melhoria da qualidade de vida; e b) suprimentos de produtos alimentícios com maior conveniência de preparo, produção sustentável ambiental e socialmente, saborosos e, consequentemente, de maior aceitação pelo consumidor.

Download

  • Anemia ferropriva em crianças de 6 a 12 meses atendidas na rede pública de saúde do município de Viçosa, Minas Gerais

Danielle Góes da Silva et al.

A anemia causada pela deficiência de ferro vem aumentando nas últimas décadas, acometendo cerca de dois bilhões de habitantes no mundo todo (Fisberg et al., 1998). Crianças e gestantes representam um grupo com grande vulnerabilidade a esta carência, em virtude do aumento das necessidades de ferro, induzidas pela rápida expansão da massa celular vermelha e pelo crescimento acentuado dos tecidos (Szarfarc et al., 1995).Este trabalho fez parte de um estudo nacional sobre dosagem de hemoglobina no primeiro ano de vida, desenvolvido pelo Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, e Viçosa foi um dos municípios que participaram dessa pesquisa. O período de coleta de dados foi de setembro de 1998 a setembro de 1999.

Endereço

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress